top of page
credencialvieira.jpg
  • Foto do escritorassociacao santiago

O Primeiro marco do Caminho de Santiago : A pedra de Posseidon. I



No texto que coloquei aqui no blog e no Podcast ( LINK DO ASSUNTO), alias , sigam este que é o canal oficial da Associação, onde também temos palestras preparatórias com muito conteúdo !


Bem, vamos lá. Independente de crenças, quando voltamos no tempo - atingimos as épocas pré-sincretismo do Caminho hoje dentro da matriz cristã que conhecemos- temos mais um dado bem interessante : Padrón!






Cidade por onde passa o atual e bem frequentado Caminho Português. Lá , transportada para a igreja principal está a pedra onde o barco que teria trazido as relíquias do apóstolo foi atracado.





Esta pedra é uma Ara Romana!


"Uma Ara é uma pedra aparelhada, de forma geralmente prismática, com uma inscrição em que o dedicante agradece a uma certa divindade algum benefício ou graça concedida. As aras votivas não eram exclusivas dos romanos visto que outros povos as erigiram na antiguidade como os gregos, os egípcios, etc."


Mas não qualquer Ara. Esta pedra ritualística tem uma origem ancestral, e hoje historicamente chegamos aos Romanos, porém , como povo conquistador, tudo indica que ela já estava lá por motivos anteriores. O que sabemos dela ?




NO ORIS ESES DSP

A Neptuno, los Orieses pusieron a sus expensas este monumento - Em uma tradução livre : Para Netuno, os Orieses colocaram este monumento às suas custas



A pedra, pedrón ( daí o nome Pedrón) é dedicada a Netuno!


Na mitologia, palavra que pessoalmente não gosto de usar,pois é uma forma de minimizar as religiões e culturas anteriores á cristã, Netuno é o deus romano do mar e das fontes de água, filho de Saturno e de Ops, irmão de Júpiter e de Plutão. Por fazer sua morada no mar, esse deus pode provocar as mais temíveis tempestades e tormentas.


Para os Gregos, Posseidon . Os Romanos são o sincretismo dos gregos. Levaram e espalharam resignificando praticamente tudo, como dominantes.


Uma Ara, dedicada a Netuno, é um dos mais importantes marcos que começam a contar sobre a chegada da fé no Apóstolo. Interessante assunto para quem busca as raízes do Caminho.


Ainda chegará o dia em que vamos conseguir retroceder até trazer as culturas e povos mais antigos que habitavam esta região, e que deixaram estas marcas que hoje lemos com novos significados.


Ainda que antigos, para uma terra tão antiga, são novos no contexto. O Caminho de Santiago tem muito a nos contar e ensinar sobre a história antiga. Basta abrir os olhos e ouvidos para o que ele quer nos falar.


Buen Camino, Bom Caminho , e no galego Buen Camiño!

Em terras Xacobeas!


449 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page