top of page
credencialvieira.jpg
  • Foto do escritorassociacao santiago

Os Pirineus novamente! Esta mensagem representa literalmente este local tão peculiar.

Postamos logo antes, ontem dia 3 de abril, as condições climáticas instáveis dos Pirineus. Mas tem mais coisas interessantes neste assunto que passam reto.




Primeiro, mostra em 2 postagens muito próximas a instabilidade da região. Em abril ele ainda não está propriamente com o clima perfeito para o que um peregrino poderia escolher.


Chega a ser até engraçado, sermos levados a atualizar tão rápido o status desta etapa. Mostra realmente como é. Mais bipolar que este não tem outro no Caminho todo!


Segundo, é como uma expectativa que os peregrinos tem, de choverem de mensagens perguntando-se E AGORA ? Não vou? Vale uma máxima aqui que é do Caminho de Santiago: O turista exige, o peregrino agradece. Querer cruzar os Pirineus é uma coisa mais turística historicamente falando do que propriamente do Caminho de Santiago. Mas porque???


Os peregrinos que não cruzaram os Pirineus e que não cruzam quando o clima não permite são levados a ir para o Vale de Valcarlos. Mal sabem que estão adentrando na Espanha pela rota ORIGINAL do Caminho Francês . O peregrino agradece.


Ser levado a Valcarlos é o Caminho que todo peregrino fazia na idade média. Ele é mencionado no Codex Calixtinus. Não se subia os Pirineus na idade média, não fazia sentido.


Sim, os Pirineus são lindos, Valcarlos também é lindo. Mas é interessante compreender e saber que o Caminho pela rota napoleônica nos Pirineus é um caminho de "senderismo" que os franceses usavam como trilha e turismo.


Isso não desmerece e nem fala contra subir os Pirineus. Napoleão o fez, para sair do vale, para sair de emboscadas. E virou a rota com seu nome. Sem qualquer relação com Santiago de Compostela e os Peregrinos.


Os que foram ou vão por Valcarlos, são levados a uma experiência antiga, que remonta a 800...900... 1000 anos. E ambos chegam a Roncesvalles.


E não pense que o Caminho por Valcarlos é mamata... ele é montanhoso , belo, desafiador... antigo.





Quando um peregrino fica ansioso em cruzar este ponto , ele sai da primeira lei do Caminho. O Caminho é senhor da experiência. Tudo o que for dado, é para você. É o que seu ser precisava viver. Se foi levado a conhecer Valcarlos, pise na história, e lembre-se : Este era o Caminho. Sua alma antiga pode estar se reconectando com alguma coisa.


O peregrino aprende a agradecer por cada nova faceta que o Caminho mostra. Aprende a sair do controle. Aprende a deixar-se e serpentear por esta antiga rota iniciática. Ninguém volta do Caminho de Santiago sendo a mesma pessoa que foi.


585 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page