top of page
scan.jpg
  • Foto do escritorassociacao santiago

Os Pirineus novamente! Esta mensagem representa literalmente este local tão peculiar.

Postamos logo antes, ontem dia 3 de abril, as condições climáticas instáveis dos Pirineus. Mas tem mais coisas interessantes neste assunto que passam reto.




Primeiro, mostra em 2 postagens muito próximas a instabilidade da região. Em abril ele ainda não está propriamente com o clima perfeito para o que um peregrino poderia escolher.


Chega a ser até engraçado, sermos levados a atualizar tão rápido o status desta etapa. Mostra realmente como é. Mais bipolar que este não tem outro no Caminho todo!


Segundo, é como uma expectativa que os peregrinos tem, de choverem de mensagens perguntando-se E AGORA ? Não vou? Vale uma máxima aqui que é do Caminho de Santiago: O turista exige, o peregrino agradece. Querer cruzar os Pirineus é uma coisa mais turística historicamente falando do que propriamente do Caminho de Santiago. Mas porque???


Os peregrinos que não cruzaram os Pirineus e que não cruzam quando o clima não permite são levados a ir para o Vale de Valcarlos. Mal sabem que estão adentrando na Espanha pela rota ORIGINAL do Caminho Francês . O peregrino agradece.


Ser levado a Valcarlos é o Caminho que todo peregrino fazia na idade média. Ele é mencionado no Codex Calixtinus. Não se subia os Pirineus na idade média, não fazia sentido.


Sim, os Pirineus são lindos, Valcarlos também é lindo. Mas é interessante compreender e saber que o Caminho pela rota napoleônica nos Pirineus é um caminho de "senderismo" que os franceses usavam como trilha e turismo.


Isso não desmerece e nem fala contra subir os Pirineus. Napoleão o fez, para sair do vale, para sair de emboscadas. E virou a rota com seu nome. Sem qualquer relação com Santiago de Compostela e os Peregrinos.


Os que foram ou vão por Valcarlos, são levados a uma experiência antiga, que remonta a 800...900... 1000 anos. E ambos chegam a Roncesvalles.


E não pense que o Caminho por Valcarlos é mamata... ele é montanhoso , belo, desafiador... antigo.





Quando um peregrino fica ansioso em cruzar este ponto , ele sai da primeira lei do Caminho. O Caminho é senhor da experiência. Tudo o que for dado, é para você. É o que seu ser precisava viver. Se foi levado a conhecer Valcarlos, pise na história, e lembre-se : Este era o Caminho. Sua alma antiga pode estar se reconectando com alguma coisa.


O peregrino aprende a agradecer por cada nova faceta que o Caminho mostra. Aprende a sair do controle. Aprende a deixar-se e serpentear por esta antiga rota iniciática. Ninguém volta do Caminho de Santiago sendo a mesma pessoa que foi.


626 visualizações1 comentário

1件のコメント


不明なメンバー
2023年4月05日

Adorei o post. Em 2017 fiz o caminho francês. Tinha planejado subir os Pirineus, pois já tinha feito reserva tanto no Orisson e em Roncesvalles.

Chegando em SJPP estavam informando que teria neve no dia em que chegássemos em Orisson e,portanto, não seria possível seguir.

Fiquei em um dilema imenso. Pois ir por Valcarlos faria com que eu perdesse as reservas.


Por fim, deixei minha intuição falar e resolvi seguir pelos Pirineus. Se lá nevasse pegaria um carro até SJPP e iria are Roncesvalles.

Ah mas de carro???

Sim. De carro. Pois o caminho e os desafios eram meus.


Por fim, chegando em Orisson não teve neve e segui o caminho pelos Pirineus. Com muito frio.

Conheci peregrinos que lá…


いいね!
bottom of page