Buscar
  • associacao santiago

Necessidades de quanto treino? Qual a resposta definitiva?

Atualizado: Set 14

Rotinas e exercícios recomendáveis antes de fazer o Caminho


Bom dia peregrinos e peregrinas! Sim, treinar é preciso... Mas quanto? Eu bem sei que é realmente entediante andar pela própria cidade por horas... será isso necessário? Como programar um treino?


Inicialmente, e isso é algo pessoal... é a visita a um médico se você tiver alguma dúvida sobre saúde ou uma idade que te desperta esta necessidade. Digo que é algo pessoal pois já encontrei todo o tipo de gente e de idades pelo Caminho... e realmente alguns treinam... outros são esportistas... mas tem uma grande parte que cai na trilha e devagarinho vão amaciando as canelas. Isso não pode ser confundido com AMACIAR A BOTA NO CAMINHO. A regra numero 1 do Caminho é que não se amacia bota na trilha. Temos outro post sobre este assunto e também conversamos isso nas palestras gravadas, que valem MUITO a pena serem assistidas. Lá você tira dúvidas que nem sabe que tinha ainda.


Instituto de Ensino Espanhol lança curso de espanhol para brasileiros com bônus de aulas para viajantes! Clique aqui e saiba mais!





Para fazer o Caminho a pé é muito importante o tempo que se dedicar ao treino prévio.

Se se optar por fazer o Caminho a pé, as etapas que planearmos poderão rondar entre 25 e 30 km diários e, portanto, é muito importante o esforço que dedicarmos ao treino prévio. Este deve consistir em caminhadas diárias que aumentarão progressivamente em distância e intensidade. Começaremos com passeios curtos por terrenos planos e, progressivamente, iremos aumentando quilómetros e variando o tipo de terreno, para adaptar o corpo ao que vamos encontrar no Caminho e às etapas que tivermos planejado.


Como preparar joelhos, tendões e pés? É necessário adaptar a marcha aos diferentes tipos de terreno.


Para preparar joelhos, tendões e pés é importante adaptar a marcha aos diferentes tipos de terreno. Desta forma, em terreno plano, a amplitude do passo será normal; nas subidas, podemos torná-lo mais curto e lento para evitar esforços excessivos. Nos lanços de subida prolongada é muito importante apoiar toda a planta do pé no solo para evitar sobrecargas musculares. O passo longo e rápido será reservado para as descidas, mas deve-se ter em conta o tipo de terreno antes de acelerar a marcha. Nas descidas, parte do trabalho recairá também sobre os calcanhares e, portanto, será necessário “cravá-los” bem no chão, sem forçar, para evitar lesões.


Joelhos sofrem nas descidas. Deixar sua velocidade mais solta na descida envolve o terreno diretamente. Declives são uma coisa...descidas mais ingremes, a velocidade é reduzida sempre.

Sentir seus passos e seu corpo é a dica de ouro... aliás dica de diamante. Dica de CARBONO!




O que uma pessoa faz no Caminho não é verdade para outra. Literalmente.


Seu corpo suas regras? Vamos melhorar isso : Seu corpo, as regras dele!


Saiba mais sobre as tendinites clicando aqui!





435 visualizações