• associacao santiago

Necessidades de quanto treino? Qual a resposta definitiva?

Atualizado: Abr 8

Rotinas e exercícios recomendáveis antes de fazer o Caminho


Bom dia peregrinos e peregrinas! Sim, treinar é preciso... Mas quanto? Eu bem sei que é realmente entediante andar pela própria cidade por horas... será isso necessário? Como programar um treino?


Inicialmente, e isso é algo pessoal... é a visita a um médico se você tiver alguma dúvida sobre saúde ou uma idade que te desperta esta necessidade. Digo que é algo pessoal pois já encontrei todo o tipo de gente e de idades pelo Caminho... e realmente alguns treinam... outros são esportistas... mas tem uma grande parte que cai na trilha e devagarinho vão amaciando as canelas. Isso não pode ser confundido com AMACIAR A BOTA NO CAMINHO. A regra numero 1 do Caminho é que não se amacia bota na trilha. Temos outro post sobre este assunto e também conversamos isso nas palestras gravadas, que valem MUITO a pena serem assistidas. Lá você tira dúvidas que nem sabe que tinha ainda.


Como comprar guias do Caminho importados com 70% de desconto? Descubra esta belezinha!





Para fazer o Caminho a pé é muito importante o tempo que se dedicar ao treino prévio.

Se se optar por fazer o Caminho a pé, as etapas que planearmos poderão rondar entre 25 e 30 km diários e, portanto, é muito importante o esforço que dedicarmos ao treino prévio. Este deve consistir em caminhadas diárias que aumentarão progressivamente em distância e intensidade. Começaremos com passeios curtos por terrenos planos e, progressivamente, iremos aumentando quilómetros e variando o tipo de terreno, para adaptar o corpo ao que vamos encontrar no Caminho e às etapas que tivermos planejado.


Como preparar joelhos, tendões e pés? É necessário adaptar a marcha aos diferentes tipos de terreno.


Para preparar joelhos, tendões e pés é importante adaptar a marcha aos diferentes tipos de terreno. Desta forma, em terreno plano, a amplitude do passo será normal; nas subidas, podemos torná-lo mais curto e lento para evitar esforços excessivos. Nos lanços de subida prolongada é muito importante apoiar toda a planta do pé no solo para evitar sobrecargas musculares. O passo longo e rápido será reservado para as descidas, mas deve-se ter em conta o tipo de terreno antes de acelerar a marcha. Nas descidas, parte do trabalho recairá também sobre os calcanhares e, portanto, será necessário “cravá-los” bem no chão, sem forçar, para evitar lesões.


Joelhos sofrem nas descidas. Deixar sua velocidade mais solta na descida envolve o terreno diretamente. Declives são uma coisa...descidas mais ingremes, a velocidade é reduzida sempre.

Sentir seus passos e seu corpo é a dica de ouro... aliás dica de diamante. Dica de CARBONO!




O que uma pessoa faz no Caminho não é verdade para outra. Literalmente.


Seu corpo suas regras? Vamos melhorar isso : Seu corpo, as regras dele!


Saiba mais sobre as tendinites clicando aqui!





985 visualizações1 comentário