top of page
credencialvieira.jpg
  • Foto do escritorassociacao santiago

Os Templários no Caminho de Santiago

Atualizado: 4 de jul. de 2023



A primeira sede dos cavaleiros templários, foi a Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, o monte do Templo. Os cruzados chamaram-lhe de o Templo de Salomão, como ele foi construído em cima das ruínas do templo original, e foi a partir desse local que os cavaleiros tomaram seu nome de templários.


Se já esteve no Caminho, sabe que por algum motivo, nos tiram da rota desta localidade templária que vai ver abaixo. É proposital?


Quem imagina que os Templários foram somente protetores de peregrinos a Compostela, ou ainda, em sua primeira função, protetores de peregrinos á Terra Santa, não imagina o tamanho do que estava nesta estrutura . Foram talvez a maior ordem política e econômica, tanto em campo quanto nos bastidores que o ocidente presenciou.


As caravelas que vieram ao que temos como Brasil hoje , eram todas templárias. Portugal tem uma linearidade clara sobre o movimento dos templários após a extinção da ordem decretada pelo Papa Clemente V. Foi uma jogada política por interesses diversos ao que se oficializou na época. Portugal foi um dos países que abriram as portas aos cavaleiros, inclusive ao aporte financeiro conhecido por ser grande na ordem dos Templários. Já pensou como Portugal torna-se a maior esquadra naval de sua época, em tempo acelerado? Investimentos.


A presença no Caminho de Santiago pode ser observada até hoje. 3 encomendas mais importantes, se podemos assim dizer, dentro do Caminho Francês . Uma característica impar das construções templarias, porém não todas - há que se pensar nos motivos de cada construção - é o formato octogonal dos templos por assim dizer.


É impossível não reparar o formato octogonal de uma das paisagens mais reproduzidas entre religiões. O Templo da Rocha em Jerusalém.



O templo de Jerusalém e Santa Maria de Eunate. Coincidências , influência, homenagem ou demarcação de algo?


Vamos trazer um pouco de uma das mais intrigantes de todo o Caminho. Santa Maria de Eunate.

A belíssima e intrigante ermita. Pouco antes de Puente de la Reina, navarra. Uma construção solitária , sem expansão de cidade invadindo seu espaço.


Eunate tem uma estrutura octogonal. Tradicionalmente templária. E sabe-se que é sim uma construção totalmente templária. Não por influência, mas por execução mesmo. Eunate precede uma conhecida confluência de Caminhos. O Aragonês e o Francês. No Codex Calixtinus, o livro V, primeiro livro-guia da humanidade, nos mostra a importância massiva do Caminho Aragonês para entrada dos peregrinos em terras espanholas rumo a Compostela.





E a Mesquita de Al-Aqsa situa-se geograficamente no local da confluência das 3 religiões mais importantes para o centro-ocidente na chamada era cristã, Eunate tem seu local de confluência. O que tornou Eunate solitária , qual seria a importância de seus signos e simbolos ? Porque tão pouco se sabe e tão pouco desenvolveu-se junto a ela? Porquê foi escolhido deixar Eunate em tanta quietude? Quais rituais liturgicos e para que eram exercidos lá?


Quando fala-se de localidades templárias no Caminho de Santiago, é comum resumir somente a arquitetura. Quando você passar pelas estruturas octogonais ( de 8 lados) pelo Caminho, solte um pouco a imaginação, olhe em volta. Saiba que aquilo veio a ser posto onde está, por algum motivo.


Existem igrejas no Caminho de Santiago onde a bússola se não funciona dentro. E são encomendas templárias. Não é o caso de Eunate, e vamos tratar de mais assuntos assim... sempre existem mais perguntas que respostas. O bom é que você pode pisar nestas localidades, tocar. Ver, estudar.


Pisar no Caminho de Santiago é pisar na história.


1.002 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page